Postagens

Parece que é setembro

O pior já passou, eu acho. Pelo menos já não sou mais assombrado pelas lembranças. Tenho escutado uma música que fala exatamente sobre o que eu vivi, mas ela não me deixa triste, ela me faz lembrar sobre o que passei e, mais importante, que já passou, que estou bem, mesmo sem saber que dia é hoje. Sei que está mais quente do que o de costume. Photo by Andrew Tanglao on Unsplash Acordei suado, no meio da noite, ofegante, garganta seca. Fui até a cozinha, peguei água e fiz o que sempre faço, fui até a varanda e vi a lua quarto crescente no céu quase sem nuvens. Ainda estava com calor, então tirei o calção antes de deitar novamente, embora não goste de dormir pelado, e não me escondi debaixo do lençol, como sempre faço desde quando era criança. Acordei com o sol invadindo o quarto pelas frestas da cortina. De repente já estava dirigindo sem rumo, olhando para a frente, mas andando em círculos, até parar novamente na mesma rua, debaixo do ipê amarelo, o lugar onde vou para me sentir mais s

Gratidão e adeus

Incerteza e tempo

Carência e solidão

Silêncio e distância

Quem sou eu agora