Eu voltei

Quando eu fui embora, não achei que houvesse mais nada que eu pudesse fazer aqui. Eu havia dado tudo de mim, assim, sem esforço, apenas uma entrega natural. E eu sai, sem olhar para trás. Mesmo sentindo uma imensa saudade de tudo, eu sabia que o certo era partir, pois não havia mais nada daquilo para ser vivido.


No início, estava tão determinado. Passo após passo, com uma meta, um destino. Vi, fiz, aconteci, sem testemunhas além de mim, exatamente como eu queria. Passei por pessoas e lugares. Elas e eles deixaram coisas em mim e eu deixei coisas neles. E assim, como se nada tivesse acontecido, me vi em meia volta.

Não me torturei sobre isso. Fez sentido na hora. Não é como se eu fosse encontrar a solução para tudo e eu já fiz minha paz com isso. Então eu voltei, sem remorso e sem rancor. Só eu mesmo, novamente, mas um pouco diferente, talvez, eu espero. E te chamei aqui, para me receber, espero que de braços abertos, pois sei que todos nós gostamos de um novo começo.


Apesar de já termos recomeçado tantas vezes, não podemos evitar. Mesmo sendo o mesmo lugar, a mesma pessoa, é aquela promessa do novo, do diferente, do que está por vir. É irresistível, então apenas diga sim, abra a porta, me deixe entrar, mesmo que apenas por algum tempo, pois eu voltei, mas só por enquanto, porque a vida é vai e vem.

Leia também: Escolha perfeita

Comentários